quarta-feira, 17 de abril de 2013

Jovem Doutor: Telecentros poderão se transformar em escolas temáticas para promoção de saúde nas comunidades

Curso de Extensão Universitária oferecido pela Faculdade de Medicina da USP formará multiplicadores de conhecimentos sobre saúde, que poderão atuar nas escolas, instituições e bairros dos municípios.

Os vídeos educacionais produzidos a partir de um projeto com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, usando sequências do Projeto Homem Virtual da Faculdade de Medicina da USP, serão a base para promover a cultura sobre saúde. O Homem Virtual consiste em imagens dinâmicas do corpo humano em 3D, que ensinam sobre saúde de forma rápida e objetiva.
A partir de um curso de capacitação, realizado por meio de Educação Interativa a Distância, monitores dos telecentros, estudantes do Ensino Médio, responsáveis por laboratórios de informática e professores aprenderão 28 assuntos sobre saúde a partir do Homem Virtual.
O curso “Projeto Jovem Doutor: educação e promoção de saúde por meio de Teleducação Interativa” terá início em maio de 2013. Entre os assuntos abordados estão: Drogas, Álcool, Tabagismo, Doenças Sexualmente Transmissíveis, Métodos Contraceptivos, Lesões Medulares, Câncer de Pele e Saúde Bucal. As vagas são limitadas nesta primeira edição apenas para 100 alunos. A capacitação será feita por meio de Educação Interativa a Distância e com certificação pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da USP.

Para as instituições e escolas que tiverem pelo menos três participantes aprovados no curso, além da certificação individual dos estudantes, será concedido um kit do Homem Virtual Série Completa, com vídeos e cartazes com infográficos sobre 10 temas para a implantação de Espaços Culturais Digitais.

O Projeto Jovem Doutor tem como estratégia a formação de jovens educadores para incentivar a cultura sobre saúde nas suas comunidades, e promover a formação de uma consciência em relação às boas práticas e atitudes. Os aprovados no curso receberão a designação “Jovens Doutores” que, na verdade, significa “Jovens Educadores respeitados pela comunidade”.
“A promoção da cultura sobre saúde nas comunidades é uma forma eficiente para integrar com as ações da Atenção Primária, pois proporciona o fortalecimento social e a qualidade de vida nas comunidades”, explica o Professor Chao Lung Wen, coordenador do curso e chefe da Disciplina de Telemedicina da FMUSP.
Em relação ao futuro dos telecentros, o professor Chao comenta que, “com a popularização dos smartphones e maior acesso à Internet, este é um momento oportuno para repensar o papel dos Telecentros e lan houses. Uma das possibilidades seria tornar estes locais, que já possuem uma boa estrutura tecnológica, em um tipo de Escola Temática sobre saúde, transformando-os num espaço para capacitação de alunos por Educação Interativa a Distância. Assim, as universidades e instituições poderão credenciar os Telecentros, com monitores previamente qualificados, para se tornarem centros de difusão e acessibilidade ao conhecimento em saúde”.
As inscrições para o curso poderão ser feitas de 02 a 26 de abril de 2013, pelo site: www.projetojovemdoutor.org.br, mediante o preenchimento de uma ficha de inscrição e envio da cópia do documento de identidade. O curso terá início no dia 06 de maio, com atividades a distância organizadas em metas de aprendizagem semanais até o dia 08 de julho. Podem se inscrever: monitores do Programa Acessa São Paulo, estudantes do Ensino Médio, responsáveis por laboratórios de informática e lan houses e professores.
Como pré-requisito para o curso, os inscritos precisam ter facilidade de acesso à Internet.
Para se inscrever é necessário:
1) Baixar e preencher a ficha de inscrição. (Baixe aqui)
2) Enviar a ficha devidamente preenchida e cópia do RG e CPF para o e-mail: curso@telemedicina.fm.usp.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário