terça-feira, 13 de setembro de 2016

Concurso “Era uma vez... Brasil” premia professora da E.E. Profa. Nadir Lessa Tognini

A professora Alessandra Soto, da E.E. Professora Nadir
Lessa Tognini, vencedora do concurso em São Paulo
Uma viagem de intercâmbio cultural de dez dias a Lisboa é a oportunidade que será dada ao grupo de 100 estudantes e professores de diversos Estados que tiveram seus trabalhos escolhidos como os melhores do projeto de arte-educação “Era uma vez... Brasil”. 
Criado pela Origem Produções e voltado para adolescentes do sétimo ao nono ano de escolas da rede pública de ensino, o concurso “Era uma vez... Brasil” é um programa de atividades que tem o objetivo de colaborar com o desenvolvimento da cultura nacional, a partir do contato com diferentes linguagens artístico-culturais. A edição de 2016 traz como tema a transferência da família real e da corte portuguesa para o Brasil, tendo como base o livro 1808, do escritor Laurentino Gomes.
A professora Alessandra Soto, da E.E. Professora Nadir Lessa Tognini, foi uma das escolhidas e acompanhará um grupo de alunos de São Paulo à viagem de intercâmbio a Portugal, onde terão oportunidade de conhecer locais históricos citados em 1808, o livro-tema do concurso, e dialogar com o autor, que os acompanhará durante a viagem.
“Foi uma experiência muito gratificante. Começou como algo inesperado porque havia uma insegurança por parte dos alunos se iam conseguir, se daria tempo porque o prazo era curto para desenvolver as atividades, se havia interesse deles, mas logo no início abraçaram o projeto.
Mais do que um projeto foi também um resgate dos alunos com a escola. A unidade fica na periferia de Santo André e, muitas vezes, não temos acesso à cultura, nem a passeios. Por isso, o que vivenciaram e aprenderam durante essa experiência é algo que o dinheiro não paga, é para a vida toda. 
Dos 20 alunos selecionados [em São Paulo], seis são meus alunos. Foi uma lição para alunos e professores, que nos fez acreditar no valor da educação, no meu papel como educadora, e as novas possibilidades que foram criadas a partir dessa experiência.
Apesar de não ter sido fácil, estou muito feliz pelo reconhecimento. Vale a pena acreditar nos alunos. O resultado está no que o dinheiro não paga. É o que estou vivenciando agora”, diz a professora Alessandra Soto, que está na Rede há três anos.


Alunos participantes do projeto em momento de confraternização após a premiação

















Fabrícia Gomes Neri, coordenadora da SAREG, intermediou o diálogo entre a produção do concurso e as escolas e fala sobre a experiência: – “Fiquei extremamente emocionada de ver a garra, o desejo, a expectativa dessas crianças. Tive de segurar a emoção ao escutar o relato deles. O quanto se empenharam para isso e o quanto vibraram com a conquista. É um privilégio esses jovens, por fruto do seu trabalho, de sua criatividade, empenho e dedicação, terem a oportunidade de ir para um outro país e poder conhecer uma outra cultura, passando por locais e viver história que leram nos livros. Realmente, é uma oportunidade única.”  

O projeto envolveu escolas nas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo, Novo Horizonte (SP), Salvador (BA) e Belo Jardim (PE) e está dividido em três etapas:

Etapa FATOS HISTÓRICOS
1) Qualificação dos professores /
Provocação dos Alunos:
Qualificação dos professores de história do oitavo ano fundamental da rede pública de ensino. Nessa etapa faremos 04 encontros com os professores, trazendo novas abordagens possíveis para o estudo da história e da literatura. A partir desses encontros, serão propostas diferentes atividades de leitura, pesquisa e produção ao corpo de alunos. Os 100 alunos melhor avaliados participarão da segunda etapa do projeto e terão os seus trabalhos publicados em livro coletivo.
Etapa CAMPUS
2) Campus de arte-educação:
No período de férias os 100 alunos do oitavo ano da rede municipal de ensino farão uma imersão às diferentes linguagens artísticas, participando de oficinas de HQ, teatro, música, capoeira e audiovisual.
Etapa INTERCAMBIO
3) Intercâmbio Cultural
Os alunos melhor avaliados durante o projeto participarão de um intercâmbio de 10 dias em Portugal, onde conhecerão os caminhos percorridos pela corte portuguesa até a vinda ao Brasil, em 1808.

Veja a relação de alunos vencedores:
 - Ana Beatriz Lima Pedroza – E.E. Ítalo Betarello
- Beatriz Aparecida Freitas – E.E. Professora Nadir Lessa Tognini
- Eriklys Pereira Domiciano – EMEFM Linneu Prestes
- Fábio de Amorin Silva – EMEFM Oswaldo Aranha Bandeira de Mello
- Geangela Souza Meira – E.E. Jardim Santa Maria III
- Giovanna Paschoarelli de Jesus – E.E. Antonio Raposo Tavares
- Guilherme Ortega Cunha Silva – EMEFM Vereador Antonio Sampaio
- Gustavo Alves Cardoso – EMEFM Vereador Antonio Sampaio
- Gustavo Pereira de Santana – E.E. Prof. Oguiomar Ruggeri
- Igor Celestino Ramos – E.E. Professora Nadir Lessa Tognini
- Luana Martins da Silva – EMEFM Vereador Antonio Sampaio
- Mateus Carlos Silva de Souza – E.E. Professora Nadir Lessa Tognini
- Matheus Souza Leite – E.E. Professora Nadir Lessa Tognini
- Milena Sertão Ribeiro – E.E. Professora Nadir Lessa Tognini
- Rafaela Cristina Silva Moreira – EMEFM Linneu Prestes
- Robert Souza de Almeida – EMEFM Linneu Prestes
- Sara da Silva Santos – E.E. Educador Paulo Freire
- Sara dos Santos Passos – E.E. Educador Paulo Freire
- Victor Vercelone Clemente Ribeiro – E.E. Professora Nadir Lessa Tognini
- Wilker Vinicius Fraron Santana – EMEFM Vereador Antonio Sampaio

>>> Baixe o PowerPoint do Projeto AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário